sábado, 31 de dezembro de 2016

MENSAGEM DE FIM DE ANO DO PRESIDENTE

         Tempos de regeneração?

 “Os tempos primitivos são líricos, os tempos antigos são épicos, os tempos modernos são    dramáticos.”   Victor Hugo.

Dentro de poucas horas inicia-se um novo ano.
Agradecemos o apoio de todas as amigas e amigos que estiveram ao lado da CEPABrasil durante o ano de 2016 – um tempo marcado por transformações .
No âmbito do espiritismo laico, humanista e livre-pensador, houve acontecimentos significativos, a partir da realização do XXII Congresso da CEPA, na cidade de Rosário-Argentina.  Naquele evento, em de maio de 2016, a Assembleia Geral, além de eleger a nova Presidência, votou e aprovou a reforma estatutária da CEPA, estabelecendo profundas mudanças na estrutura administrativa da organização. Foram criadas vice-presidências regionais, com o objetivo de articular a atuação internacional da instituição.  A sigla CEPA  foi preservada, porém agora identifica a Associação Espírita Internacional, sob a presidência da Dra. Jacira Jacinto da Silva, brasileira, juíza de Direito, residente em São Paulo. Desta forma, a sede da instituição retorna para o Brasil até 2020.

Inicia-se 2017.
No Brasil, como sabemos, será mais um ano de dificuldades, a exigir muita união e trabalho a todos. Vamos enfrentar ainda o desemprego, a miséria, a violência urbana, o tráfico de pessoas, armas, drogas, etc., associados à imensa corrupção, resultante da criminosa parceria público-privada, entre políticos e grandes empresários, que desvia  e corrói recursos públicos que poderiam custear a saúde, educação, segurança pública, infraestrutura, tão deficientes em nosso País.

Quando voltamos nosso olhar para o mundo, percebemos preocupações enormes em muitos países. Por certo, continuarão as guerras, o terrorismo, a barbárie insuflada pelas ideologias, pelo fanatismo, pelas interpretações religiosas equivocadas ou distorcidas, pela desumanização. Permeando tudo, mesquinhos, poderosos e insaciáveis interesses políticos e comerciais. Para uns e outros  é indiferente o sofrimento alheio, a crueldade, o aniquilamento de numerosas  populações, famílias expulsas de suas casas, de suas cidades, de sua pátria, humilhadas, vagando à deriva pelos mares e pelas estradas na esperança de abrigo, alimentação, solidariedade, fraternidade e justiça.
Sem dúvida, só o progresso moral pode refrear as paixões e superar o egoísmo e o seu “filho dileto”, o orgulho.

Enfim, tudo segue a marcha do tempo e o ritmo inexorável da evolução; a aceleração das mudanças parece mesmo mais impulsionada pela “força das coisas” do que pela inteligência humana, o que é lamentável.  
Mesmo que estejamos distantes do anunciado mundo de regeneração, a filosofia espírita nos reforça a certeza de que estamos evoluindo para um tempo de transformações ético-morais onde será possível conviver em paz.  

A CEPABrasil deseja a todos um feliz 2017. Que  trabalhando juntos possamos sempre oferecer nossa contribuição para um mundo melhor.

                                                                Homero Ward da Rosa
                                                                Presidente
                                                             



Nenhum comentário: